Fatores socioculturais e o empreendedorismo dos jovens nas regiões rurais
PDF (English)
PDF

Palavras-chave

Youths. Rural. Entrepreneurship. Fear of failure. Role models. Jovens. Rural. Empreendedorismo. Medo do fracasso. Modelos exemplares.

Como Citar

Gómez-Araujo, E., & Bayon, M. C. (2017). Fatores socioculturais e o empreendedorismo dos jovens nas regiões rurais. RBGN - Revista Brasileira De Gestão De Negócios, 19(64), 200–218. https://doi.org/10.7819/rbgn.v0i0.2695

Resumo

Objetivo – Este trabalho tem por objetivo mostrar o impacto de dois
importantes fatores socioculturais no nível da atividade empreendedora
de jovens indivíduos nas regiões rurais.


Metodologia – O estudo empírico é baseado em uma amostra coletada
de uma pesquisa com população adulta, que foi analisada utilizando
um modelo Logit que faz o controle para as fontes territoriais e de
idade da heterogeneidade. O quadro teórico está ancorado em uma
perspectiva de contingência que enfatiza as influências únicas do
ambiente contextual na motivação do comportamento empreendedor.


Resultados – Os principais achados deste estudo é que na Espanha
a probabilidade de ser empreendedoramente ativo não difere para
indivíduos jovens e para os mais velhos, e entre as regiões rural e urbana.
Surpreendentemente, diferente do mostrado na maioria dos estudos,
os modelos exemplares de empreendorismo não têm qualquer efeito
no empreendedorismo dos jovens indivíduos nas regiões rurais da
Espanha, enquanto que o impacto negativo do medo de fracassar no
empreendedorismo dos jovens indivíduos nas regiões rurais é muito
maior do que para o restante da população.


Contribuições – Nossos achados revelam que o contexto (regional)
tem um impacto mais significativo no empreendedorismo para alguns
segmentos (jovens indivíduos) da população do que para outros.

https://doi.org/10.7819/rbgn.v0i0.2695
PDF (English)
PDF